segunda-feira, 3 de outubro de 2011

O crime contra o cristianismo



Há uma expectação forte e assustadora no ar. Um acontecimento
transformado em tragédia, envolvendo escola, família e igreja.
Quem assistiu as entrevistas dos pais daquele menino que atirou
na professora e depois se suicidou estão deveras boquiabertos e
intrigados com o fato.
Muitos estão buscando uma explicação, algo que possa dar
suporte à um ato tão tresloucado e ainda mais feito por um
menino de dez anos.
Segundo os pais o menino participava normalmente da igreja
juntamente com os pais e dava exemplos de que era já nesta
idade um cristão seguindo os princípios ditados pela igreja
através da Bíblia Sagrada. Já orava e era calmo, sereno e
tranquilo.
Na escola tinha um comportamento bom, sem restrições, sem
intrigas, sem brigas, sem "bulling" e ainda tinha boas notas
como qualquer bom menino.
Como se explica então tal comportamento?
Porque cometeu isso?
Poderíamos discutir várias respostas e ainda não encontraríamos
uma que satisfizesse, ou que explicasse todo o ocorrido.
Tenho para mim que os dias atuais estão propiciando isso. Em
todos os setores da vida de um cidadão existem influências que
são recebidas com deturpações e valores invertidos. Isso faz
com que o ser humano fique à mercê de valores malígnos e
destrutivos de si próprio.
Vejo por exemplo, em minhas elucubrações um cristianismo que tem um
elo, ou talvês até, muitos elos perdidos.
O velho testamento está cheio de histórias em que pessoas matam
pessoas e isso não parece ser um pêso. Por exemplo a história
de David, um garoto que mata um gigante. Essa história é
contada por qualquer criança na escola dominical, sem se
preocupar com o agravante de que "uma pessoa está matando a a
outra". Sinto uma falta de cuidado nisto. Isso é apenas um
exemplo de muitos que são contados. Há tempos tenho atentado
para faceta descuidada do cristianismo. É claro que Jesus
Cristo é o que deu a verdadeira revelação do que é "não matar"
que é concluída com apenas uma palavra "amar".
Além disso vejo também uma televisão que dita comportamento.
Quando a TV noticia uma tragédia, isso parece tão sensacional
que muitos com idéias malucas começam a se inflar e ter desejos
de cometer o mesmo.
Este acontecimento talvez possa ser usado para uma reflexão
cuidadosa de nossa doutrina cristã, de nossa postura diante dos
acontecimentos.
Deus possa nos ajudar nisso.
Aleluia.
JCPuglisiS